As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Fim do ano sabático de Dirceu

Com 2 penas, que, somadas, chegam a 39 anos e 7 meses, ex-faz-tudo do primeiro governo Lula recebeu ordem do TRF 4 para assumir a mesma condição do ex-chefe e do ex-colega de Ministério Palocci numa cadeia comum

José Nêumanne

17 de maio de 2019 | 21h28

Após 11 meses de palanque, praia e sunga, Dirceu, enfim, começará a cumprir pena de 39 anos e 7 meses, como Lula, que já cumpre a dele há mais de ano. Foto: digital: Ed Ferreira/AE

Terminou o ano sabático de campanha eleitoral, praia, sol e sunga, que o trio Toffoli, Gilmar e Lewandowski deu a José Dirceu, condenado em dois processos a 39 anos e 7 meses de cadeia e que participou ativamente da campanha derrotada de Lula, vulgo Haddad, na eleição de outubro passado. Ele, que seria perdoado pelo ministro do STF Barroso, por indulto de Dilma e perdão dos “supremos”, continuou roubando e lavando dinheiro cumprindo pena pelo mensalão na Papuda. E agora vai para a cadeia completar o trio Parada Dura do PT na cela com Palocci e o ex-chefe dos dois, Lula. Direto ao assunto. Inté. Só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Tendências: