Fim da moleza dos sindicatos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Fim da moleza dos sindicatos

Medida provisória editada pelo governo acaba com insistência de sindicatos para imporem cobrança da contribuição de trabalhador que não quer ser descontado e com adesão da justiça contra reforma trabalhista

José Nêumanne

03 de março de 2019 | 16h02

Relator da reforma da CLT no Congresso e membro da equipe de Guedes no governo Bolsonaro, Marinho a salva da sanha dos sindicatos e da leniência da justiça trabalhista.Foto: Dida Sampaio/Estadão

O Brasil tinha dado um grande passo adiante quando o Congresso aprovou a reforma trabalhista relatada pelo deputado Rogério Marinho. No entanto, esse avanço tem sido sabotado pela justiça trabalhista, que tem dado ganho de causa a sindicatos que usam chicanas formalistas para driblá-la. Agora, contudo, o mesmo parlamentar anunciou medida provisoria que põe fim à farra dos sindicatos, devolvendo ao trabalhador a liberdade de aceitar ou não o desconto de um dia de trabalho de seu salário para encher as burras das entidades corporativas de empregados e empresários. Se gostou deste vídeo, dê um like, inscreva-se neste canal, clique no sininho para ser avisado quando publicar os próximos e compartilhe-o em Twitter e Facebook. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver o vídeo no Youtube clique aqui