As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Fanáticos desonram bandeira

Bolsonaristas dançam com caixão para ridicularizar vítimas da covid-19 e, vestindo verde-amarelo, vaiaram bandeira hasteada a meio mastro em frente a Congresso, que decretou luto oficial de três dias

José Nêumanne

11 de maio de 2020 | 19h20

Um punhado mixuruca de bolsonaristas fizeram ato a favor da ditadura militar, dançaram com caixão e vaiaram bandeira a meio mastro para ridicularizar mortos por covid-19. Foto: Patrick Camporez/Estadão

Na véspera do dia das mães, um diminuto grupo de insensatos e perversos cidadãos que se acham acima do bem e do mal por pertencerem ao reduzido rebanho cego e surdo de adoradores do ex-militar e político do baixo clero se reuniram em Brasília para cuspir em túmulos de mais de dez mil brasileiros que cometeram o crime de enlutar suas famílias morrendo na crise sanitária que assola todo o planeta porque o Mito de ouro que veneram dedique tempo que deveria ser dedicado ao expediente de governar a Nação, que não o elegeu presidente da República para atuar como animador de reduzidos auditórios instalados à frente da residência oficial que ocupa provisoriamente em desqualificar a “histeria” de quem se assusta com uma “gripezinha” que está levando ao colapso o sistema de saúde público e privado do País. Os vândalos chegaram a vaiar a bandeira a meio mastro pelo luto decretado pela Câmara, embora, empunhassem eles mesmos idêntico pavilhão. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.