Eurico (2): Bolsonaro não preza nem o Exército

Eurico (2): Bolsonaro não preza nem o Exército

Na segunda parte, Eurico revela que o único plano estratégico do presidente da República é o poder absoluto e que ele não preza a democracia e nem sequer sua instituição, o Exército

José Nêumanne

11 de abril de 2021 | 20h02

Na segunda parte do #neumanneentrevista desta semana, o professor #euricofigueiredo observou que o único plano estratégico de #jairbolsonaro é o poder absoluto. Ele nunca escondeu isso. Nunca acreditou na democracia. Nunca prezou as instituições, inclusive a instituição dele, o #exercitobrasileiro“. O autor do livro #osmilitareseademocracia não acredita, contudo, que ele terá apoio das #forcasarmadas numa aventura golpista. De mensagens que recebes pela #internet, o especialista reconhece que militares da reserva que presidem clubes militares são conservadores e até autoritários. Mas as tropas na ativa, principalmente a jovem oficialidade, não têm um pensamento monolítico, mas mutante e poroso à sociedade, da qual não estão apartados, o que os leva a manter o respeito à disciplina, tendo como guia a #constituicao. #joseneumannepinto. #diretoaoassunto. Inté. E só a verdade salvará as nossas vidas.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.