Espoliados pelo PT

Espoliados pelo PT

Justiça de São Paulo processa Vaccari por estelionato contra mutuários da Bancoop

José Nêumanne

14 de outubro de 2016 | 18h36

PR - LAVA JATO/JOÃO VACCARI NETO - POLÍTICA - O tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, comparece ao Instituto Médico Legal (IML) para realizar exame de corpo delito em Curitiba (PR), nesta quarta-feira, 15. A Polícia Federal prendeu, nesta quarta- feira, 15, João Vaccari Neto, a mulher dele e cumpre mandado também contra a cunhada do petista por envolvimento com o esquema da Operação Lava Jato. Vaccari é acusado de receber para o PT um porcentual da diretoria de Serviços da Petrobras na época em que era comandada por Renato Duque. 15/04/2015 - Foto: GERALDO BUBNIAK/AGB/PAGOS

Preso em Curitiba, Vaccari responde à Justiça de São Paulo Foto: GERALDO BUBNIAK/AGB/PAGOS

Ao aceitar a denúncia do Ministério Público paulista contra ex-dirigentes da Bancoop, a juíza Maria Priscilla Ernandes, da 4ª Vara Criminal de São Paulo, acaba de corrigir uma injustiça canalha e hedionda cometida pela elite petista contra pobres, honrados e esforçados, bancários que pouparam durante anos para ter direito à casa própria e foram furtados de maneira indigna para financiar o PT e seus figurões, Lula inclusive. E a homologação da delação premiada do lobista Swi Skornicki, pelo relator do Lava Jato, Teori Zavascki, do STF, permitiu descobrir por que a CPI da Petrobrás terminou em pizza: o relator, deputado Luiz Sérgio (PT-RJ), recebeu propina do lobista.

(Comentário no Direto da Redação 3 da Rádio Estadão – FM 92,9 – na sexta-feira 14 de outubro de 2016, _as 17h36)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.