As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Espionagem bolsonarista é grave

Bolsonaro reuniu em seu gabinete presidencial chefões da Abin e da GSI para ouvir teoria conspiratória de advogadas do filho para devassarem vidas dos fiscais da Receita, que nada tem a ver com isso

José Nêumanne

27 de outubro de 2020 | 22h30

Para tentar estancar inquérito do MP/RJ sobre desvio de dinheiro público na Alerj, praticado pelo amigão Queiroz no gabinete de Flávio, seu primogênito, Bolsonaro buscou ajuda dos arapongas a seu dispor. Foto? Reprodução

1 – Tentativa de advogados de Flávio Bolsonaro de devassar vida dos fiscais da Receita para tentar impugnar ação do MP-RJ do Rio contra primogênito do presidente é tratada como assunto corriqueiro, mas não é, é muito grave. 2 – Presidente diz que vacina é assunto de saúde, não de Justiça, na certa por achar que agora com Kássio Marques no STF ele vai mandar na pauta, a cargo de Fux. 3 – Jovem e novo advogado na Lava Jato do Rio, Nylthamar Dias Ferreira Filho está nas paradas e seus colegas que defendem réus na Lava Jato pretendem usá-lo para comprometer Bretas, que continua incomodando maiorais do Judiciário. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.