As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Eparrê, Mãe Iemanjá

Para nos dar força para sair do atoleiro apelo a Iemanjá, Rainha do Mar com canção original em youruba

José Nêumanne

17 de junho de 2016 | 10h34

Dando sequência à série de hinos, canções e preces de várias religiões para nos ajudar na árdua e pesada tarefa de tirar o Brasil do atoleiro, também apelei à divindade de ritos afro-brasileiros Iemanjá, a rainha do mar, confundida no sincretismo religioso, resultante da importação de escravos da África, com Nossa Senhora da Conceição para abrir meu comentário na hora do Angelus. Levado ao ar às 18 horas da quinta-feira 16 de junho de 2016 no Direto da Redação 3 da Rádio Estadão (FM 92,9), a invocação à h0menageada com sete pulinhos no réveillon e outras simpatias, é saudada na língua original dos afrodescendentes que importaram o culto para o Brasil, o yoruba. “Estamos protegidos, nossa satisfação é completa. Iemanjá protege-nos e enche-nos de satisfação. É Iemanjã”, cantam os devotos.

 

 

 

 

Tendências: