Emenda do calote infinito passou

Com 208 votos, quatro a mais do que os necessários, a decretação de calote do governo ao pagador de impostos credor também liberou geral verbas seletivas e arrombou o teto de gastos públicos. farra geral

José Nêumanne

04 de novembro de 2021 | 13h29

Emenda constitucional aprovada por 208 deputados federais decreta calote infinito do governo ao cidadão a que deve, abre cofres para parlamentares e fura teto de gastos cinicamente. Foto: Pablo Valadares/Câmara

Por uma margem de apenas 4 votos, o governo conseguiu aprovar a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) dos Precatórios, vulgo calote infinito, introduzido pelo relator, Hugo Moto, passou em primeiro turno no plenário da Câmara dos Deputados por quatro votos a mais do que os tres quintos da maioria qualitativa e com isso começou a abrir espaço de R$ 91,6 bilhões no Orçamento de 2022 necessários para o pagamento do prometido pelo desgoverno Bolsonaro para pagar o Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família, recém-extinto, e outros gastos às vésperas da eleição presidencial. Tais como emendas bilionárias e seletivas para parlamentares governistas. Que argumentos Ciro Gomes terá para justificar adesão do PDT ao superjaboti da infâmia, servindo a bolsonarismo, Centrão, o que há de pior na política brasileira?

Para ouvir comentário clique aqui e, em seguida, no play

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

Assuntos para comentário na quinta-feira 4 de novembro de 2021-11-04

1 – Haisem – Câmara aprova PEC dos Precatórios em primeiro turno com margem de apenas quatro votos – Este é o título de chamada de primeira página do portal do Estadão que circula neste 3 de novembro de 2020. Qual é a principal conclusão que o País pode tirar dessa notícia

2 – Carolina – Saldo da criação de empregos em 2020 cai 47% após revisão – Este é o título de uma chamada no alto da primeira página da edição impressa do jornal desta quinta-feira. Qual é, a seu ver, a importância dessa revelação no meio da prevalência de más notícias nesta quadra

3 – Haisem – Leilão de 50 bilhões de reais do 5 G ditará o futuro da tecnologia no País – Esta é a manchete de primeira página do jornal de hoje. Até que ponto essa agenda vai ajudar a promover a superação do atraso do Brasil na questão muito importante da telefonia celular

4 – Carolina – Fusão DEM-PSL: Maioria do União Brasil admite apoiar Bolsonaro na eleição de 2022 – Este é o título de outra chamada no alto da primeira página do Estadão do dia. Em que esse levantamento pode tornar mais positiva a eventual disputa pelo presidente da República do segundo turno da eleição presidencial daqui a um ano

5 – Haisem – TRF 1 mantém decisão que autorizou quebra de sigilo do advogado de Adélio e abre caminho para retomada da investigação sobre a facada em Bolsonaro – Este é o título de uma notícia em destaque na editoria de Política no portal do Estadão que está circulando. Que novidades essa investigação pode trazer para explicar o incidente de Juiz de Fora em 2018

6 – Carolina – Eleições: Prévias do PSDB têm ataques apócrifos, acusações e memes com fake news – Este é o título de chamada na primeira página do portal do jornal. Será que isso pode significar, a seu ver, que na política brasileira a baixaria ilegal não é privilégio de partido nenhum

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.