As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em exibição prova contra Bolsonaro

Falsos pais da Pátria estão convocados a tomar atitude rigorosa contra presidente e general Heleno pelos graves crimes comuns e de responsabilidade flagrados pelo vídeo divulgado com autorização do STF

José Nêumanne

23 de maio de 2020 | 20h10

Vídeo com som e imagem de reunião do Conselho do Governo comprova todas as acusações feitas por Moro contra Bolsonaro e que o levaram a se demitir. Foto: Marcos Corrês/PR

O decano do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, cumpriu o que mandam o Código de Processo Penal e a Constituição da República ao informar ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e a seu filho, Carlos, que encaminhou ao procurador-geral da República, Augusto Aras, pedido para que sejam apreendidos seus telefones celulares. O chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, general de píjama Augusto Heleno, que não tem tropas sob seu comando, escreveu ofício desrespeitoso, grosseiro e ameaçando golpe contra as instituições, com texto retuitado nas redes sociais por pelo menos dois filhotes do presidente, incorrendo em crime de responsabilidade contra o Estado de Direito, que, até prova emj contrário, vige no País. Os guardiões da democracia brasileira estão convocados a puni-lo com rigor, sob pena de se comportarem como reles poltrões. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.