Ei, Oi!
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ei, Oi!

"Telegangue" não sobrevive mesmo com aportes do BNDES e pede maior recuperação judicial da História

José Nêumanne

21 de junho de 2016 | 09h08

Oi pede socorro

Oi pede socorro

Para contornar o risco de falir, a operadora Oi pede recuperação judicial para poder pagar R$ 65,4 bilhões aos credores. É outra face do rombo provocado nas contas públicas na gestão petralha, somando-se à corrupção, ao aparelhamento do Estado e à gestão criminosa das pedaladas e dos créditos sem reposição e provocando a crise que levou à diminuição do patrimônio da Petrobrás e à dívida dos Estados, que levou à decretação do estado de calamidade pública pelo Rio de Janeiro. Apelidada de “telegangue” ainda no governo FHC, a supertele fez parte dos campeões mundiais do lulopetismo e sucumbiu ao próprio peso.

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92,9 – na terça-feira 21 de junho de 2016, às 19h15m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, no play abaixo do anúncio em azul

 

 

Tendências: