Que capivara, hein?

Que capivara, hein?

Que motivos podem ter PF, MPF, Receita e a justiça paulista e nacional para perseguir Lula?

José Nêumanne

15 de setembro de 2016 | 10h13

A missão impossível do dr. Cristiano

A missão impossível do dr. Cristiano

Ao tentar impingir ao procurador federal Deltan Dallagnol a pecha de perseguidor isolado e implacável de Lula, sua defesa cometeu alguns deslizes de lógica e verossimilhança. O trabalho apresentado pelo coordenador da Operação Lava Jato em Curitiba na quarta-feira resulta de investigações conjuntas da Lava Jato com participação de agentes da Polícia Federal e da Receita Federal e não é o único fator a perturbar a tranquilidade do ex, cuja contabilidade é investigado pela 4ª Vara Criminal estadual paulista. Ele, aliás, já é réu acusado na 10ª Vara Federal de Brasília por suspeita de ter tentado obstruir a própria “república de Curitiba”. Não tem, pois, capivara de pouca monta.

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92,9 – na quinta-feira 15de setembro de 2016, às 7h12m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.