As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

É prudente ouvir as ruas

Não será inteligente para adversários do governo desqualificarem manifestações a favor dele nas ruas do Brasil inteiro, pois elas não foram ínfimas, mas, ao contrário, afirmativas e ordeiras, como convém para o bem geral

José Nêumanne

28 de maio de 2019 | 06h57

 

Tentativas de desqualificar atos populares de domingo em todo o Brasil para darem força ao governo para reformar politica e economia contrariam fatos. Foto: Carl de Souza/AFP m

A reação do Centrão de que as manifestações populares de domingo poderão acirrar sua pressão para tentar impedir, como tem feito, que o presidente Bolsonaro cumpra seus compromissos assumidos com o eleitorado de reformar a política e a economia pode ficar inexequível. Afinal, a cidadania manifestou-se em atos que não foram insignificantes, mas, sim, pacíficos e com bandeiras claras e assumidas desde o tempo de campanha. Políticos habilidosos e inteligentes não fazem ouvidos de mercador a ecos da voz das calçadas. Esta foi minha participação no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da terça-feira 28 de maio de 2019.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player

Tendências: