As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

É o trem passando, e ela mentindo

Deus nos livre de o trem passar de novo com Dilma gritando promessas, enquanto na estação esperamos em vão o comboio parar

José Nêumanne

06 de junho de 2016 | 17h45

 

Na hipótese (ao que parece nada longínqua) de seus delitos investigados tirarem de sua companhia até a própria crença em sua condição de ilibada, Dilma protagonizará o anexim sertanejo que resume com graça e precisão a saga dos encantados enganados que quedam inertes e impotentes nas estações ferroviárias. Enquanto os ilusionistas passam ao largo berrando miragens,os iludidos nada podem cobrar deles, pois o comboio nunca para. Como lembra a colega Wanessa Campos, biógrafa de Maria Bonita, a Rainha do Cangaço: “é o trem passando, e ela mentindo”. Deus nos livre de que, depois de agosto, esse trem passe de novo com suas diabólicas visagens do Paraíso das macieiras anunciando o inferno de Satã.

Para ler o artigo na íntegra clique aqui

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: