As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Dúvida sobre vacina deixa governo a pé

Com o Ministério da Saúde totalmente em mãos de despreparados, governo não sabe o que fazer depois da interrupção de testes da vacina de AstroZeneca e Oxford por doença contraída por um voluntário

José Nêumanne

09 de setembro de 2020 | 20h38

Testes da vacina contra covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca e Universidade de Oxford foram suspensos por inesperada. doença contraída por voluntário Foto: Timur Matahari/AFP

O anúncio da suspensão dos testes clínicos da vacina contra covid-19, desenvolvida pela Universidade de Oxford, pegou o governo de calças curtas e foi recebido no Palácio do Planalto como “um balde de água fria”. A vacina, que está sendo desenvolvida em parceria com a farmacêutica AstraZeneca, era considerada a principal aposta do presidente Jair Bolsonaro e de sua equipa de ineptos para imunizar a população contra o novo coronavírus. A suspensão dos estudos deixou o presidente e seus auxiliares perplexos e preocupados. Agora, sem essa saída, o Planalto espera a avaliação do ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, para decidir o que fazer. Nós podemos muito bem imaginar que tipo de avaliação o intendente que nunca chegará à quarta estrela pode fazer, incapaz até de aplicar uma injeção.

Para ouvir comentário clique aquie, em seguida, no play

 

Assuntos para comentário na quarta-feira 9 de setembro de 2020

1 – Haisem – Governo fala em vacinas em janeiro, mas Oxford suspende testes – Eis a manchete da edição impressa do Estadão hoje. Você diria que esta notícia jogou um balde de gelo no otimismo que vinha até ontem começando a inocular o noticiário sobre a pandemia

2 – Carolina – Governo quer importar mais alimentos para conter inflação ´- é título de outra chamada no alto da primeira página de nosso jornal. Você acha prudente ou desnecessária esta providência neste momento de recessão econômica no mundo por causa da covid-19

3 – Haisem – Igrejas planejam usar reforma para escapar de tributo – Esta é outra notícia que mereceu primeira página do jornal. Por que as confissões religiosas têm conseguido esse privilégio e outros setores da economia continuam tendo de honrar o pagamento de impostos rotineiramente

4 – Carolina – Você acha que havia alguma razão republicana para o presidente da República, Jair Bolsonaro, almoçar com o presidente do Supremo Tribunal Federal apenas até depois de amanhã, Dias Toffoli, no feriado de segunda-feira

5 – Haisem – O que, a seu ver, explica a punição aplicada contra o ex-coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba Deltan Dallagnol pelo Conselho Nacional do Ministério Público ontem

6 – Carolina – Ministério Publico do Rio deve apresentar denúncia contra Flávio Bolsonaro em duas semanas, segundo reportagem de Bela Megale no Globo de hoje. Você já esperava ou se surpreendeu com ela

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.