Dráuzio e Globo: mais mancadas

Dráuzio e Globo: mais mancadas

Em absurdo pedido de desculpas, emissora tentou transferir própria culpa a autoridades públicas (leia-se Bolsonaro) e médico lamentou uso político omitindo oportuno discurso de Janaína Paschoal

José Nêumanne

12 de março de 2020 | 21h42

Dráuzio Varella comoveu-se com a história que lhe foi contada por Suzy sem ter nenhuma informação a respeito dela numa reportagem incompetente. Foto: Reprodução TV Globo

Na terça-feira 10 de março o infectologista metido a apresentador de TV Dráuzio Varela e a Rede Globo de Televisão meteram mais uma vez os pés pelas mãos gravemente ao tentarem justificar e se desculpar pelo erro em tentar endeusar a transgênero assassina pedófila Suzi Monteiro. Dráuzio referiu-se a certo a uso político do escândalo, referindo-se covardemente ao brilhante discurso de Janaína Paschoal denunciando a irresponsabilidade de médico e veículo no caso, o que não faz sentido. E na voz do editor do Jornal Nacional, William Bonner, a emissora atribuiu sua mistificação a falta de informação, dizendo-se mais cautelosa do que as autoridades públicas no caso. Não é caso de pedir desculpas, mas de anunciar demissões de culpados pela lambança. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.