Dodge trava Lava Jato
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Dodge trava Lava Jato

Com seus olhos claros e sua fala plácida, Dodge atropelou Lava Jato, como quer seu paraninfo, Gilmar, pedindo homologação para apenas uma delação premiada ao relator no STF, Edson Fachin, que a delatou

José Nêumanne

29 de abril de 2019 | 21h02

Recentemente Dodge discutiu com Toffoli relação abalada por intromissão dele e Alexandre na seara dela. Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Relatório entregue por Fachin a professores da FGV e autores de uma história da Lava Jato no STF revela a trava dada pela procuradora-geral da República na força-tarefa que mais combateu – e com mais eficiência – a corrupção no País. Desde que foi indicada por Gilmar Mendes, feroz perseguidor da operação e de outras congêneres, o MPF só negociou uma entre 110 delações premiadas e das 46 acusações levadas ao Supremo por ela apenas quatro diziam respeito ao trabalho conduzido pelo ex-juiz Sérgio Moro e pelo procurador Deltan Dallagnol. No apagar das luzes do governo Temer, ela encaminhou um inquérito contra ele, que a nomeou, mas não deu andamento a ação alguma contra Gilmar.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

Assuntos para comentário da segunda-feira 29 de abril de 2019

1 – Haisem – Que justificativas a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pode dar para completo desprestígio dela à Lava Jato, conforme relatório do ministro Edson Fachin, do STF

2 – Carolina – Você continua acreditando, como disse aqui sexta-feira 26 de abril, que houve uma tramóia para, reduzindo a pena de Lula, facilitar sua volta pra casa

3 – Haisem Por que Lula, que chamou STF e STJ de “acovardados” em telefonema grampeado para Dilma Rousseff, em 2016, agora elogiou tanto o primeiro na entrevista que deu à Folha de S.Paulo e a El País sexta-feira passada

4 – Carolina – O que você tem a dizer sobre a decisão da Câmara dos Deputados de ter aprovado anistia para partidos políticos que descumprem a lei que obriga a usar parte das verbas partidárias com candidaturas de mulheres

5 – Haisem – Que razões você acha que a presidente nacional do PT, Gleisi Hofmann, tem ao criticar a eventual venda do setor de gás da Petrobrás pelo governo Bolsonaro

6- Carolina – Como se explica a descoberta feita pela perícia segundo a qual Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, operador do PSDB, nas propinas pagas pela Petrobrás, desapropriou três vezes os mesmos terrenos pelo dobro do preço

7 – Haisem – O que você diz da interrupção do jogo do Fluminense contra o Goiás no Maracanã por queda de energia no estádio na hora em que seria cobrado um pênalti

8 – Carolina – Até quando Neymar, adulado e até adorado como melhor jogador do Brasil, se comporta como um peladeiro sem humildade nem educação ao agredir um torcedor com um soco por ter sido criticado por ele

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: