Devota de São Gregório

Dilma alega que propina não lhe diz respeito, pois foi paga depois da eleição

José Nêumanne

26 de julho de 2016 | 11h52

 

Dilma disse à Rádio França Internacional que os depósitos de US$ 4,5 bilhões que Zwi Skornicki confessou a Sérgio Moro ter feito à conta de João Santana no exterior para pagar dívidas de sua campanha à eleição presidencial de 2010 não lhe dizem respeito, pois foram feitos dois a três anos depois. Trata-se de absurda e cínica tentativa de mostrar sua súbita devoção ao criador do calendário, São Gregório. Uma coisa nada tem que ver com a outra. Pois os depoimentos do lobista e do marqueteiro não deixam dúvidas quanto ao fato de que dinheiro roubado da Petrobrás, por meio de propinas da Odebrecht, financiou a dita eleição, apesar de esta ter ocorrido antes.

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92,9 – na terça-feira 26 de julho de 2016, às 7h10m)

Para ouvir clique no link abaixo e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.