Mil desculpas, nenhuma informação

Mil desculpas, nenhuma informação

COI trouxe Olimpíada de 2016 para o Rio, não foi o Brasil, Mr Coates

José Nêumanne

12 de agosto de 2016 | 10h52

Carro da Força Nacional no Rio

Carro da Força Nacional no Rio

Hélio Andrade, soldado da PM de Roraima, e uma vítima de bala perdida num tiroteio de busca de seu assassino são as primeiras baixas da guerra pela tentativa que as forças policiais fazem durante a Rio 2016 para penetrar, e não ocupar de vez, territórios inimigos invadidos por organizações criminosas que comercializam drogas na periferia da cidade. A incompetência generalizada na capital olímpica do mundo se manifesta pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, que não tem informações a dar sobre os criminosos, e o porta-voz dos Jogos Olímpicos, Mário Andrade, que, em vez de informar, limita-se a se desculpar, tantas são as falhas de organização do COB.

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92,9 – na sexta-feira 12 de agosto de 2016, às 7h10m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.