Desagravo a Greenwald mente
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Desagravo a Greenwald mente

Ato de desagravo da ABI contra ameaças à liberdade de imprensa e à integridade de Greenwald e suas fontes nada anônimas mente do começo ao fim, pois no Brasil liberdade e fonte são protegidas

José Nêumanne

31 de julho de 2019 | 18h03

Chico Buarque, Camila Pitanga, Wagner Moura e Thereza Christina deram seu apoio à mentira da ameaça a Greenwald na ABI. Foto: Marcos Tristão/ABI

A Associação Brasileira de Imprensa fez um ato em sua sede no Rio denunciando ameaças contra o advogado americano que se passa por jornalista Glenn Greenwald e as fontes ditas “anônimas” que lhe repassaram supostas mensagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil para desmoralizar Sergio Moro, Deltan Dalolagnol e a Operação Lava Jato. Mas os pressupostos de censura e ameaça a fontes mantidas em sigilo faltam com a verdade. Não há ameaça à plena liberdade de imprensa e a eventuais fornecedores do material, não existem, a não ser do ponto de vista penal, pois os “arararraquers”, que dizem ter entregado mensagens clonadas de celulares de 976 autoridades dos três poderes, jornalistas e policiais, confessaram seu crime a agentes da Operação Spoofing da PF. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.