As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Depois do primeiro turno

Clima de polarização radical entre esquerda e direita, previsto por analistas apressados nos meios de comunicação, não compareceu às urnas, que tiveram visitas livres, leves e soltas no domingo 7 de outubro

José Nêumanne

09 Outubro 2018 | 12h10

Um dia depois do primeiro turno comentei no programa Estadão às 5 da TV Estadão, ancorado por Emanuel Bomfim, que, ao contrário do que pregam seus adversários, Jair Bolsonaro não chegou ao segundo com voto de quase 50 milhões de fascistas, mas, sim, de eleitores que não querem ver Lula solto nem no poder. Se você gostar, pode inscrever-se em meu canal e ser notificado das próximas gravações que eu fizer. E será breve.

Para ver o vídeo clique aqui