Culpado não é Pazuello, é Bolsonaro

Por um médico para mandar no Ministério da Saúde para reduzir consequências da má gestão do general intendente nada resolverá, pois este apenas cumpre ordens de cima

José Nêumanne

15 de julho de 2020 | 19h44

Pazuello não é o maior responsável pelo fiasco do Ministério da Saúde na gestão federal da pandemia, pois quem dá as ordens é o chefe dele, Jair Bolsonaro. Foto: Adriano Machado/Reuter

Quem acompanha a briga entre os comandantes militares e o ministro do STF Gilmar Mendes pode até ficar com a impressão que o ministro interino Pazuello é o maior culpado pela desastrosa gestão do combate à Covid no Brasil. Mas isso é um engano. De nada adiantaria nomear um ministro médico e mandar o general intendente de volta à secretaria-geral. Pois a maior culpa é de Bolsonaro, ora!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.