Crônica do esbulho anunciado
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Crônica do esbulho anunciado

Anistia de caixa 2 e liberação da doação empresarial em eleições violam igualdade dos cidadãos perante a lei

José Nêumanne

20 de setembro de 2016 | 08h59

Genro do genro do genro do genro, porta-voz do atraso

Genro do genro do genro do genro e porta-voz do atraso

Parlamentares de todos os partidos planejam um golpe duplo contra a cidadania e a isonomia que devem ser garantidas pelo Estado Democrático de Direito, ao conspirarem para anistiar quem usou caixa 2 em eleições e driblar a proibição de receber doações empresariais para as campanhas eleitorais. Não podia haver momento mais impróprio que este, pois a Lava Jato está desvendando uso duplo da propina obtida com superfaturamento de obras públicas: a distribuição de dinheiro vivo em malas para executivos e parlamentares corruptos e a farsa do uso desse dinheiro sujo lavando-o na Justiça Eleitoral, o que configura crime duplo e fraude explícita em disputas de votos.

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 97,9 – na terça-feira 19 de setembro de 2016, às 7h14m)

Para ouvir clique aqui, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.