Crivella preso em casa, duas vergonhas!

Difícil definir o que é mais vergonhoso: escabroso QG da Propina, que levou prefeito do Rio à prisão preventiva, ou lamentável decisão do presidente do STJ, Martins, que a mudou para domiciliar

José Nêumanne

23 de dezembro de 2020 | 21h58

Crivella foi preso de manhã por decisão da desembargadora Guita e mandado para casa à noite pelo presidente do TSJ, Martins, vexame de todo lado. Foto: Wilton Jr./Estadão

O presidente do STJ, Humberto Martins, alterou na noite de terça-feira a prisão preventiva do prefeito afastado do Rio, Marcelo Crivella, decretada pela desembargadora Rosa Helena Guita, para domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica. O candidato de Bolsonaro à reeleição teve de entregar seus telefones celulares, computadores e tablets às autoridades e foi proibido de sair de casa sem autorização da Justiça e de usar telefones celulares. No editorial Democracia desmoralizada, o Estadão argumentou: “Tem-se então o mundo da irresponsabilidade generalizada, que gestou a catastrófica Presidência de Jair Bolsonaro, bem como a eleição do prefeito Crivella e de outros tantos picaretas – todos empenhados em alimentar a avacalhação da democracia, pois disso depende sua manutenção no poder”. Ou seja,vergonha de cabo a rabo.

Para ouvir comentário clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para comentário na quarta-feira 23 de dezembro de 2020:

1 – O que você tem a dizer sobre a decisão do Superior Tribunal de Justiça de conceder prisão domiciliar com uso de tornozeleira ao prefeito afastado do Rio de Janeiro, Marcelo Crivellla, preso ontem por decisão do Tribunal de Justiça do Estado

2 – Em Santa Catarina, Bolsonaro reúne políticos e empresários para jantar – Este é o título de uma chamada de capa da edição de hoje do Portal do Estadão.  O que o surpreende em mais esta atitude pública do presidente da República de desinteresse pela pandemia do covid-19 que aflige o povo brasileiro

3 – Bolsonaro investe contra a palavra, a verdade e a vida – Este é o título de seu artigo publicado na página 2, de Opinião, da edição impressa do Estadão hoje. A que decisões do presidente da República você se refere para defini-lo de forma tão impiedosa

4 – Supremo Tribunal Federal e Superior Tribunal de Justiça pedem reservas de doses de vacinas da Fiocruz para seus integrantes – Este é título de chamada do alto da primeira página da edição impressa do jornal hoje. A que você atribui esta requisição de um privilégio pela cúpula de nosso Poder Judiciário

5 – Quais são, a seu ver, as conseqüências da paralisação da Operação Greenfield sobre o  saque dos fundos de pensão pelo seu novo coordenador, o procurador Celso Três, que usou como motivo sua necessidade de trabalhar menos

6 – Ministro pediu apuração independente sobre uso da Abin a favor de Flávio – O que você espera que aconteça se este pedido do ministro da Justiça e da Segurança Pública, André Mendonça, for atendido

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.