Crivella e STJ: escândalo ao quadrado

Difícil saber o que é mais escandaloso: o QG da Propina de Crivella na Prefeitura do Rio ou a decisão do presidente do STJ, Martins, de transferi-lo da prisão preventiva para a domiciliar

José Nêumanne

24 de dezembro de 2020 | 22h20

Crivella foi preso de manhã em casa e voltou para o mesmo local para cumprir prisão domiciliar, decretada pelo presidente do STJ, Martins, na mesma noite, mais um vexame de políticos e magistrados. Foto: Wilton Jr./Estadão

1 – Quando se pensava que prisão de Marcelo Crivella, afastado da prefeitura do Rio, era um mais um escândalo momentoso, apareceu uma consequência que o torna maior ainda, que foi a prisão domiciliar que ele passou a usufruir por decisão imoral do presidente do STJ, Humberto Martins. 2 – Celso Três, procurador escolhido por Aras para coordenar Operação Greenfield, a paralisou a serviço do bolsalulismo. 3. PLresidente já anunciou golpe ou denúncia de fraude na eleição de 2022, se não houver impressão de voto, que não vai haver. 4 – “Bolsonaro investe contra a palavra, a vida e a verdade” é o título de meu artigo na página 2, de Opinião, do Estadão de hoje. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.