As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

CPI do BNDES perdoa Lula

De nada adiantou cansativo e diligente trabalho do TCU e de deputados, pois relator retirou nomes de 11 a serem indiciados por empréstimos feitos a maus pagadores, incluindo Lula e Dilma, do relatório final

José Nêumanne

22 de outubro de 2019 | 17h37

Relator da CPI do BNDES, deputadoAltineu Cortes, atendeu a PT e Centrão, mais unidos do que nunca na defesa da corrupção, e retirou Lula e Dilma do relatório: Foto: Câmara dos Deputados

Por pressão dos coleguinhas do PT e do Centrão, cada vez mais coligados na batalha que de fato lhes interessa – qual seja salvar a própria pele -, mesmo após flagrados furtando o erário, o relator da CPI do BNDES, deputado Altineu Cortes (PL-RJ), retirou da listas de indiciados em seu relatório final um time completo de 11 corruptos, entre os quais Lula e Dilma. Desprezou assim para atender aos agora inseparáveis aliados reunidos pelo medo de serem acusados, denunciados, condenados e apenados, os frutos do elogiável trabalho dos peritos do TCU e dos membros da própria comissão, que revelaram atitudes imperdoáveis, como a revelada pela vice presidente da CPI, deputada Paula Belmonte (Cidadania-DF) de se pagarem altos prêmios aos auditores do banco público que liberassem empréstimos bilionários para compadritos do PT em republiquetas latino-americanas e tiranias africanas de baixíssima confiabilidade, ou nenhuma, caso da Cuba dos Castro. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Tendências: