Corrupção antiga
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Corrupção antiga

Buscas e apreensões na sede do PP, legenda que já foi de propriedade do corrupto-símbolo da ditadura, Paulo Maluf, e em imóvel do presidente, Ciro Nogueira, a partir de delação premiada, revelam antiguidade da corrupção

José Nêumanne

28 de setembro de 2018 | 06h59

Senador Ciro Nogueira (PP/PI) é acusado de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Foto: Beto Barata/Agência Cãmara

Com autorização do relator do caso no STF, ministro Edson Fachin, a PF fez duas buscas e apreensões na sede do PP e em imóveis do senador Ciro Nogueira (PI), presidente do mesmo partido, antes mais conhecido como sendo de propriedade de Paulo Maluf, corrupto-símbolo da ditadura militar conforme o PT, de quem já fora aliado na eleição que levou Fernando Haddad, hoje candidato petista à Presidência, à prefeitura de São Paulo. E chama a atenção o fato de que tudo o que sua defesa teve a alegar em seu favor é que a delação era “antiga”, como se tivesse sido feita nos tempos do Império Romano. Isso revela que antiga mesmo é a prática da corrupção na cúpula politica brasileira. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da sexta-feira 28 de setembro de 2018.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no player