Coronavac é segura, diz Vecina

Após confusão causada pela trapalhada de comunicação da taxa de eficácia global da Coronavac, Butantan a definiu como 50,3%, que, segundo fundador da Anvisa, resulta em segurança e eficiência da vacina

José Nêumanne

13 de janeiro de 2021 | 11h50

Em entrevista coletiva, Instituto Butantan dirimiu dúvidas provocadas por trapalhadas da dupla Dima & Dória, dando como definitivo resultado do índice de eficácia da vacina Coronavac: 50,4%. Foto: Alex Silva/Estadão

Depois da trapalhada da dupla Dimas & Dória, pondo em dúvida a reputação ilibada do Butantan, com 119 anos de reconhecimento, cito a voz autorizadíssima de Gonzalo Vecina, professor da USP, fundador e primeiro presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em artigo publicado no Estadão: “Na primeira apresentação, na semana anterior, a eficácia era de 78%. Só que não. Foi um equívoco muito ruim e do ponto de vista comunicacional desastroso…  Interessa que a vacina é realmente eficaz para evitar casos graves e isto é importante… Após este resultado que foi apresentado nesta terça e bateu na trave, 50,3% de eficácia, pode-se entrar em outros meandros que demonstram que temos uma vacina eficaz e segura.” Veja a entrevista com Vecina na minha série Nêumanne Entrevista no canal do YouTube.

Para ouvir comentário clique aqui e, em seguida, no play

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

Assuntos para comentário na quarta-feira 13 de janeiro de 2021

1 – Coronavac tem 50,4% de eficácia e Anvisa dará resposta domingo – Esta é a manchete da edição impressa do Estadão de hoje. Que conseqüências a demora e o reboliço em torno desse índice poderão provocar no adiamento da volta à normalidade econômica com a imunização de rebanho esperada pelo efeito da vacina do Instituto Butantan e do laboratório Sinovac

2 – Forças Armadas rejeitam status de general nas PMs – Este é o título de chamada de primeira página do Estadão hoje. Essa posição dos militares poderá interromper ou pelo menos prejudicar o projeto de autogolpe do presidente Jair Bolsonaro usando as polícias militares e civis, que você tem denunciado aqui no Jornal Eldorado

3 – Ceagesp pede que concessionários arquem com desconto de 20% para os PMs – É o título de notícia dada com destaque no Portal do Estadão agora. Que motivos há para que se adote essa proposta, feita em discurso pelo presidente Jair Bolsonaro no entreposto de abastecimento de São Paulo

4 – Saída da Ford indica que montadoras precisam se adaptar – Este é o título de chamada de primeira página no jornal hoje. Que atitude o governo brasileiro precisa adotar para reduzir danos ´provocados pela decisão da multinacional automobilística de parar de produzir carros no Brasil

5 – Governo terá menor verba para investir em 15 anos – Este é o título de chamada no alto da primeira página do jornal hoje.  Quais são as principais causas dessa decisão dos investidores internacionais em relação à volta ao crescimento econômico do Brasil

6 – Macron liga soja do País a desmate da Amazônia – Eis aí outro título em posição de destaque na primeira página do jornal hoje. Há alguma surpresa nessa declaração do presidente da França que pode dificultar a volta à normalidade após ser contido o contágio do novo coronavírus no Brasil.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.