Coragem, dona Cármen!

Coragem, dona Cármen!

Nação espera que Cármen Lúcia tenha coragem de homologar delações da Odebrecht já

José Nêumanne

25 de janeiro de 2017 | 08h29

Rodrigo Janot pede urgência ao STF na homologação das delações Foto Dida Sampaio/Estadão

Rodrigo Janot pediu a Cármen Lúcia, do STF, urgência na homologação das delações Foto Dida Sampaio/Estadão

Nunca o país precisou tanto da coragem de um servidor como se espera que a presidente do STF, Cármen Lúcia, tenha agora, A homologação dos depoimentos dos 77 executivos e ex da Odebrecht é mera burocracia: saber se eles foram ou não pressionados. Não há juízo de valor nem polêmica. Retardá-lo com todo o trabalho que Zavascki e os juízes federais que o ajudaram tiveram é cuspir na memória dele. Não duvido que haja pelo menos 5 juízes do STF dispostos a isso, inclusive entre os que choraram no velório. A sociedade precisa estar atenta para que eles pelo menos tomem conhecimento disso e consequência da própria desmoralização e do achincalhe a que podem levar sua instituição.

(Comentário no Direto da Redação 3 da Rádio Estadão – FM 97,9 – na terça-feira 24 de janeiro de 2017, às 17h40m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.