Congresso quer R$ 9,5 bi sem fiscal
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Congresso quer R$ 9,5 bi sem fiscal

No Senado, em 2015, Gleisi fez projeto que está para sair da gaveta de Alcolumbre para, atendendo a interesses de parlamentares e do Planalto tirar do caminho de congressistas fiscais xeretas do TCU e dos ministérios

José Nêumanne

02 de dezembro de 2019 | 20h49

Quando era senadora, deputada e presidente do PT de Lula, Gleisi Hoffmann, fez projeto para retirar fiscalização das emendas parlamentares, agora adotado pelo governo Bolsonaro. Foto: Ricardo Stuckert

TCU fez pesquisa sobre destino de emendas orçamentárias dos parlamentares e descobriu o óbvio: os congressistas as usam para prover interesses particulares muito mais do que por demandas do cidadão. A divulgação dessa pesquisa vem a calhar, porque está para ser votado a qualquer momento na Câmara projeto de Gleisi de 2015 (quando ela ainda estava no Senado) para retirar a fiscalização do governo federal e do TCU, transferindo a decisão somente para os próprios interessados, deputados e senadores. Trata-se de uma bolada de R$ 9,5 bilhões, R$ 15,9 milhões por parlamentar. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Tendências: