Como é grande a capivara do PT
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Como é grande a capivara do PT

Ao pilhar Luiz Marinho, que presidiu Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo, de que foi prefeito, e se candidatou ao governo paulista, Justiça mostra que ainda há furtos do PT a investigar

José Nêumanne

16 de janeiro de 2019 | 11h32

Ex-presidente do sindicato de Lula, ex-prefeito de São Bernardo e ex-candidato ao governo paulista, Marinho é petista de relevo. Foto: Daniel Teixeira/Estadão

Bloqueio de RS$ 76,1 milhões do ex-prefeito de São Bernardo do Campo e ex-candidato ao governo do Estado de São Paulo Luiz Marinho pela Justiça Federal é a evidência do dia de que a capivara do PT não tem fim à vista. A revelação de corrupção no projeto do tal Museu do Trabalhador – o eterno pretexto para o furto ainda não totalmente devassado, investigado e punido nos cofres da República – dá mais força às declarações do ministro da Justiça, Sérgio Moro, ex-juiz que lavrou a primeira condenação do ex-presidente, à GloboNews, lembrando que a Petrobrás foi saqueada para enriquecer ilicitamente diversos agentes públicos dos governos petistas, inclusive o chefão Lula e seus comparsas.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

Assuntos para comentário de quarta-feira 16 de janeiro de 2019

1 – Justiça bloqueia R$ 76,1 mi de Luiz Marinho e mais 19 réus por fraudes

2 – Renan diz que palavras de Deltan têm interesse político

3 – Bolsonaro assina decreto sobre flexibilização da posse de armas e Onyx Lorenzoni compara risco com o de um liquidificador

SONORA_ONYX 1601

4 – Moro defende enquadrar crimes de facção na lei antiterrorismo

5 – Segundo UOL, sindicatos de trabalhadores querem forçar a perda de aumentos e outros direitos por trabalhadores que não pagarem contribuição sindical

6 – MP apresenta nova denúncia contra João de Deus por estupro de vulnerável e violação sexual

7 – Prefeitura de São Paulo faz contrato de emergência para vistoriar 8 viadutos e caso da ponte da marginal do Pinheiros continua sem solução à vista

8 – Oposição declara Maduro usurpador e oferece anistia a dissidentes chavistas