Peninha do véio Lula
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Peninha do véio Lula

Na condição de nova santa padroeira dos tadinhos dos velhinhos corruptos e lavadores de dinheiro, Cármen Lúcia transformou STF em casa de misericórdia e cancelou condenação de Bedine para contemplar petista com mesmo óbulo

José Nêumanne

28 de agosto de 2019 | 21h06

Na 2.ª Turma do STF, com ajuda de outro nomeado por Lula, Lewandowski, e do aliado tucano Gilmar, Cármen Lúcia isolou Fachin e encomendou chaves para soltar padrinho. Foto: Nelsonj Jr./STF

Regida pela batuta da ministra Cármen Lúcia, nomeada por Lula e que tem peninha do “bom velhinho que já sofreu demais na cadeia”, a Segunda Turma do STF reeditou seus recentes tempos de predomínio do trio “Deixa que eu solto”, com Gilmar, Lewandowski e o retirado Toffoli, agora presidente, cancelou a condenação do corrupto Bendine. Conforme combinado, a defesa do petista já encaminhou recurso para ser aplicado o mesmo recurso sem previsão nenhuma na lei que logo permitirá ao ex-presidente do BB e da Petrobrás chegar correndo à prescrição da própria pena.

Tendências: