As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bolso cheio, língua afiada

Com bolsos abarrotados de nosso suado dinheirinho, artistas detratam o Brasil no exterior, denunciando golpe

José Nêumanne

18 de maio de 2016 | 09h11

Cineasta Kleber Mendonça Filho

Mendonça Filho encara baderneiros

Em Cannes, em cujo festival concorre com filme financiado por dinheiro público, o cineasta Kleber Mendonça Filho denunciou golpe no Brasil. Ou seja: cospe na mão que encheu o bolso dele de dinheiro de brasileiros pobres. No Rio, a atriz Marieta Severo, ex-mulher de Chico Buarque de Hollanda, hoje casada com Aderbal Freire Filho, diz que não negocia com golpistas. Em oito Estados brasileiros, baderneiros invadiram prédios do Ministério da Cultura, que não foi extinto, pois Mendonça Filho é ministro da Educação e Cultura. Temer dará imperdoável sinal de fraqueza se não resistir à pressão de artistas ricos que tiram dinheiro de hospitais e escolas para financiar suas obras, que deveriam ser pagas por patrocínio particular ou por quem se interesse por elas.

Clique no play da barra abaixo e ouça comentário que fiz no Estadão no Ar, programa da Rádio Estadão (FM 92,9) da quarta-feira 18 de maio de 2016:

Se clicar aqui, lerá a íntegra do artigo que publiquei no mesmo dia no Estadão abordando o tema