Com Felipe Moura Brasil e Marco Antônio Villa
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Com Felipe Moura Brasil e Marco Antônio Villa

Em Nêumanne entrevista no canal José Nêumanne Pinto no YouTube apresentador de O Antagonista cobrou tesoura de Bolsonaro em Rodrigues e Villa chamou presidente de Maquiavel de Rio das Pedras

José Nêumanne

18 de outubro de 2020 | 21h06

No vídeo da série Nêumanne entrevista da semana trago a este canal no YouTube o enfrentamento de tentativas de calar a boca de críticos, seja com o uso de militância virtual, seja com processos na Justiça, tanto ao longo dos governos petistas quanto sob a égide bolsonarista, pelo colega jornalista Felipe Moura Brasil, que apresenta o Papo O Antagonista de segunda a sexta às 18 horas, e pelo historiador e comentarista Marco Antônio Villa. Villa chamou Jair Bolsonaro de “Maquiavel de Rio das Pedras”, referência ao subúrbio do Rio, sob controle da milícia que era comandada pelo capitão Adriano da Nóbrega, que depositava cheques com grandes quantias na conta do faz tudo da famiglia Bolsonaro, Fabrício Queiroz, hoje em prisão domiciliar. Felipe lembrou que o presidente prometeu tesouras voadoras contra corruptos, mas não o fez contra o senador Chico Rodrigues, flagrado pela PF com dinheiro na cueca. E Villa garantiu que ameaças e processos judiciais o estimulam a seguir adiante com as críticas. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: