Coelho, PT no governo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Coelho, PT no governo

Líder do Senado no governo e ex-ministro de Dilma do PT, senador do MDB é citado em delações premiadas sob acusação de ter recebido propinas de R$ 5,5 milhões para ajudá-las a ganhar concorrências na obra inacabada da transposição do Velho Chico

José Nêumanne

21 de setembro de 2019 | 08h25

Buscas e apreensões em gabinete e casa de Coelho têm sido usadas pelo presidente Batoré para lhe dar destaque no noticiário. Foto: André Dusek/Estadão

Fernando Bezerra Coelho, teoricamente líder do governo no Senado, atua como líder do Senado no Governo. Além do mais, representa as antigas gestões petistas na administração do presidente Bolsonaro, eleito por ser o único candidato antipetista à Presidência, pois foi ministro de Integração Regional no governo Dilma. E é acusado pela PF de ter, junto com o filho, passado a mão em R$ 5,5 milhões de propinas de empreiteiras na obra inacabada da transposição de São Francisco. O barulho que Batoré está fazendo em torno dele é só farofa.

Tendências: