As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Coaf ficará onde está

Bolsonaro diz que quer mudar inteligência financeira para Banco Central, mas lei não permite e nova hierarquia não alterará saia justa provocada pela malquerença de Moro pelos amigos de última hora do presidente

José Nêumanne

12 de agosto de 2019 | 22h23

 

Moro entrou no governo como símbolo do combate implacável à corrupção, que ajudou a eleger Bolsonaro, mas pode sair porque a prioridade do chefe  sempre foi, é e será a família. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Bolsonaro não conseguirá transferir o Coaf para o Banco Central, como chegou a anunciar, porque a Câmara já decidiu que o órgão de inteligência financeira se subordinará ao ministério da Economia. Não há como o presidente rasgar a decisão tomada pelos deputados quando votaram a chamada reforma administrativa proposta por ele no começo do governo e vetaram sua transferência para a Justiça de Moro. Certo é que seu atual presidente, Roberto Leonel, escolhido pelo ex-juiz da Lava Jato, não tem condições de ficar no posto porque criticou a decisão de Toffoli de proibir que se investigasse o primogênito de Bolsonaro, Flávio. A fritura do chefe do Coaf esquenta a chapa de Moro, que, se não quiser colecionar mais dissabores com o presidente, terá que pegar o boné e pular fora.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

Assuntos para o comentário da segunda-feira 12 de agosto de 2019:

1 – Haisem – É possível Bolsonaro mudar o Coaf para o Banco Central, como ele anunciou? E esta seria uma fórmula de afastar os políticos do órgão de inteligência das finanças nacionais

 2 – Carolina – Que informações espetaculares terá o leitor da Veja desta semana na reportagem de capa com foto do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, e chamada para Exclusivo Poder Supremo

 3 – Haisem – Que revelações fez o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, em entrevista também exclusiva, a outra revista, a Istoé, concorrente da Veja nas bancas,

 4 – Carolina – Qual foi a notícia publicada na revista Crusoé no fim de semana que levou a deputada Janaína Paschoal a declarar que “talvez nós sejamos trouxas mesmo”

 5 – Haisem – A manchete da Folha hoje é “STF arquiva todos os processos de suspeição contra si”.Em 111 ações contra ministros desde 1988, nenhuma foi a plenário, corte violou regimento, aponta estudo da Fundação Getúlio Vargas Direito de São Paulo. De alguma forma, isso o surpreende

6 – Haisem – Que motivos o professor de Direito da USP Modesto Carvalhosa tem para conclamar aos funcionários de Coaf, Banco Central e Receita Federal a não obedecerem à ordem de suspensão de investigações de pagadores de impostos que têm suas movimentações financeiras devassadas pela descoberta de movimentação atípica nelas

7 – Carolina – O que, a seu ver, pode ter levado Lula a desistir de pedir a seus advogados que não peçam progressão de sua pena para o regime semiaberto, que era tido como líquido e certo

8 – Carolina – Qual é o spoiler que você vai dar sobre a entrevista que está no Blog do Nêumanne no Portal do Estadão

Tendências: