Chicanas sem limites
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Chicanas sem limites

Devotos de Lula, que não se conformam com sua permanência na prisão e ostracismo flagrado pelos pequenos magotes que foram às ruas esperar que ele fosse solto, apelam para habeas corpus padronizados ao STJ

José Nêumanne

11 Julho 2018 | 18h10

Depois da tramoia vergonhosa de domingo, devotos de Lula enviaram 143 pedidos padronizados ao STJ, que os recusou. Foto: Sebastião Moreira/EFE

Quando todos esperavam que o truque sem vergonha dos três deputados em conluio com o desembargador aloprado do TRF-4 esgotaria o estoque de chicanas dos defensores de Lula que se espalham pelo Brasil, nesta quarta-feira 11 de julho, a presidente do STF, Laurita Vaz, que já havia dado adequado cala-boca ao militonto incompetente que mandou soltar o preso, condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, anunciou que recusou 143 habeas corpus para o mesmo criminoso. O vexame da vez é que eram todos padronizados, embora assinados por chicaneiros diferentes. Ou seja, o PT não se cansa de tentar desmoralizar o Poder Judiciário brasileiro com seu inesgotável cinismo e seu interminável despudor. Este é um dos assuntos que comentei no Estadão às 5, transmitido do estúdio da TV Estadão na redação do jornal, com ancoragem de Emanuel Bomfim e retransmissão nas redes sociais Youtube, Twitter, Periscope Estadão e Facebook na quarta-feira 11 de julho de 2018, às 17 horas.

Para ver o vídeo clique aqui