Chicanas de Lula
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Chicanas de Lula

Defesa de Lula recorreu 78 vezes a tribunais superiores contra condenação em primeira e segunda instâncias numa demonstração de que jurisprudência do STF por prisão de condenado por colegiado evita chicanas ridículas

José Nêumanne

02 Julho 2018 | 16h54

No dia em que MPF pediu prisão preventiva de Lula, em 2016, ele compareceu a uma reunião no Hotel Pestana em São Paulo. Foto: Daniel Teixeira/Estadão

Levantamento de Júlia Affonso, do Blog do Fausto, publicado no Estadão domingo, revela o dado espantoso de que a defesa de Lula recorreu 78 vezes a tribunais superiores, contestando praticamente tudo no processo a que o ex respondeu, acusado de ter recebido propina para reformar um tríplex no Guarujá, cuja propriedade nega e, portanto, também por ocultação de patrimônio. O réu foi condenado em primeira e segunda instâncias à pena de 12 anos e um mês de prisão e tais recursos visam a contestar a condenação, alegando que o réu tem sido perseguido e injustiçado e apelando para a contestação pelos cinco ministros derrotados da jurisprudência que autoriza juízes a decretarem o início do cumprimento da pena após a condenação em segunda instância. Este meu comentário consta do Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde 6 horas da segunda-feira 2 de julho de 2018.

Para ouvir clique aqui