Causos da política

Diante do nordestino raquítico que colega sugeriu para ser seu guarda-costas, Pasqualini lhe perguntou se teria coragem de matar um homem importante e ele lhe respondeu que tinha era costume

José Nêumanne

25 de julho de 2020 | 19h32

Alkmin, do PSD de Minas Gerais, é personagem frequente de Néri

Em 52 anos de jornalismo profissional, quase todos lidando com a política e os políticos, vivi e ouvi histórias e estórias, como se disatinguiam antigamente, dos bastidores do poder. Este vídeo não teria sido possível se colegas antes de mim não houvessem criado um gênero da crônica batizado de “folclore político”. É o caso de Sebastião Néri, baiano de boa cepa, que fez sucesso em programas na TV e textos em jornais e livros, tornando conhecido o anedotário, que aprendeu em Minas, por onde passou, antes de armar sua rede no Rio de Janeiro, onde mora hoje com sua amada Beatriz. xará da musa de Dante Alighieri. Entre outros episódios consagrados por ele, aqui está um famoso de Alkmin, sem cê, das eras do PSD de JK e Tancredo. Direto ao assunto. Inté. E só o humor nos aliviará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.