Castas, não!

Castas, não!

Moro ganhou no STF primeira batalha da guerra dos suspeitos e encalacrados contra Lava Jato

José Nêumanne

15 de fevereiro de 2017 | 21h59

Maioria do STF decide manter Cunha preso em Curitiba Foto André Dusek/Estadão

Maioria do STF decide manter Cunha preso em Curitiba Foto André Dusek/Estadão

Foi corretíssima e, mais do que isso, histórica a decisão da maioria do plenário do Supremo Tribunal Federal de manter a prisão do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha em Curitiba. Ela tinha sido decretada pelo juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, e mantida no voto do relator Luiz Edson Fachin, coerente com voto anteriormente dado pelo ex-relator da Lava Jato no STF, Teori Zavascki, que morreu recentemente. Com isso, o STF atendeu ao despacho do juiz da 13.ª Vara Criminal de Curitiba. Nele este relatou com simplicidade, coragem e clareza a posição de que soltar o ex-presidente da Câmara dos Deputados agora seria a última instância do Judiciário convalidar  uma sociedade de castas.

(Comentário no Pauta do Dia da Rádio Estadão – FM 92,9, na quarta-feira 15 de fevereiro de 2017, às 18h05m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.