Caso Henry revela poder de milícias

Polícia acusa vereador Jairo Jr. e sua namorada, Monique, de terem submetido o filho dela, Henry, de 4 anos, a um calvário de torturas que terminou na morte da criança com 23 lesões internas

José Nêumanne

15 de abril de 2021 | 22h40

Suspeito de ter torturado equipe de jornalistas há 13 anos, agressor contumaz de mulheres e crianças, vereador Jairo Jr. foi preso como invedstigado por tortura e morte de Henry Borel, de 4 anos. Foto: Reprodução/TV Globo

1 – #tortura e morte do menino #henryborel, de que a #16.ªdpdorio acusa o vereador carioca #jairojunior e sua namorada, #moniquemedeiros, mãe da vítima, expõem métodos do #submundo, que controla hoje #politica, #policia, #justica e #sistemapresidiario no #brasil. 2 – #famiglia #bolsonaro não faz segredo de suas relações com milicianos cariocas. 3 – #oab diz que #presidentedarepublica fundou #republicadamorte e deveria responder por #homicidio e #crimederesponsabilidade. #alexandrefrota entregou a #arthurlira, presidente da #camaradosdeputados, quinto pedido de abertura de #impeachment do #chefedoexescutivo

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.