As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cármen Lúcia enquadra Mendonça

Mesmo tendo demitido o diretor de inteligência do tal Seopi, seu subordinado, o ministro da Justiça foi intimado a dar explicações pela ministra do STF sobre a lista negra dos 579 servidores antifascistas

José Nêumanne

05 de agosto de 2020 | 20h25

Cármen Lúcia exigiu em 48 horas explicações de André Mendonça sobre dossiê com lista negra de 579 servidores policiais que assumem publicamente serem antifascistas. Foto: Gabriela Biló/Estadão

“A gravidade do quadro descrito, que – a se comprovar verdadeiro – escancara comportamento incompatível com os mais basilares princípios democráticos do Estado de Direito e que põem em risco a rigorosa e intransponível observância dos preceitos fundamentais da Constituição da República e, ainda, a plausibilidade dos argumentos expostos, pelos quais se demonstra a insegurança criada para os diretamente interessados e indiretamente para toda a sociedade brasileira impõem o prosseguimento da presente arguição de descumprimento, com tramitação preferencial e urgente”, escreveu a ministra Cármen Lúcia, do STF, ao cobrar do ministro da Justiça, Anfré Mendonça, explicações sobre o dossiê dos servidores antifascistas em dois dias, em resposta a ação da Rede contra mais um arreganho autoritário do governo.

Para ouvir comentário clique aqui e, em seguida, no play

Assuntos para comentário da quarta-feira 5 de agosto de 2020:

1 – Haisem – A ministra do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia deu 48 horas para o ministro da Justiça e da Segurança Pública, André Mendonça, explicar o dossiê da Inteligência da Secretaria de Operações Integradas devassando as vidas de servidores federais que manifestam ser antifascistas. O que você acha que ele terá a dizer a respeito disso

2 – Carolina – O pastor André Mendonça serve a três senhores – é o título de seu artigo na página 2, de Opinião, do Estadão de hoje. Quem são esses três senhores de pensamentos, palavras e obras do ministro da Justiça e da Segurança Pública do governo Bolsonaro

3 – Haisem – O senador Flávio Bolsonaro, em entrevista exclusiva ao Globo, criticou a Lava Jato e defendeu o procurador-geral da República, Augusto Aras, e admitiu que seu ex-assessor Fabrício Queiroz pagou suas contas pessoais. Isso, de alguma forma, o surpreendeu?

4 – Carolina – Reforma Tributária aumenta imposto de profissional liberal – esta é a manchete da edição impressa do Estadão de hoje. Quer dizer, então, que, mesmo que não aumente a carga tributária, ela vai ser transferida para as costas largas do cidadão que pode ser mais facilmente tributado e que tem menos poder de barganha nos poderes da República, é?

5 – Haisem – Explosão mata 678, fere  4 mil e espalha destruição em Beirute – é o título de chamada em posição mais alta na primeira página do Estadão hoje. O que já se pode dizer sobre esta notícia que abalou o mundo durante o dia inteiro ontem

6 – Carolina – O que está por trás da notícia do médico carioca que ameaçou com um revólver um cliente que foi consultá-lo sobre suspeita de ter contraído a covid-19

Tudo o que sabemos sobre:

José Nêumanne PintoVídeo no Youtubeeo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: