As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Capivaras nas mesas do Congresso

Mais da metade do comando do Legislativo é de suspeitos, constatando que o Brasil é uma república de bananas podres, com a cúpula do Congresso conseguindo o feito de reunir maioria de processados

José Nêumanne

16 de fevereiro de 2021 | 17h07

Com pelo menos R$ 3 bilhões em votos comprados em forma de emendas parlamentares, Pacheco e Lira comandam mesas no Congresso com investigados na polícia e na justiça. Foto: Dida Sampaio/Estadão

A articulação do Palácio do Planalto com o Centrão para controlar o Congresso levou à cúpula da Câmara e do Senado parlamentares com extensa folha de pendências com a Justiça. Dos 14 integrantes das Mesas Diretoras de ambas as casas (presidente, vices e secretários), oito respondem ou são investigados por crimes diversos que vão de estupro e recebimento de propina até contratação de funcionários fantasmas e fraude em licitação. Todos foram alçados às funções pelos colegas parlamentares e com uma ajuda extra do presidente Jair Bolsonaro. Como o Estadão revelou, o governo liberou ao menos R$ 3 bilhões em recursos extras para captar parte dos votos que elegeram Arthur Lira presidente da Câmara e Rodrigo Pacheco no comando do Senado e a consolidar uma maioria governista em postos-chave das Casas.

Para ouvir comentário clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para comentário na terça-feira 16 de fevereiro de 2021

1 – Parte da cúpula do Congresso é investigada pela Justiça – Esta é o título de uma chamada de primeira página da edição impressa do Estadão de hoje. Você teve alguma surpresa ao saber que membros da direção das mesas da Câmara e do Senado têm pendências judiciária ou isso lhe soou rotineiro

2 – Governo de São Paulo confirma 16 casos de infecção local por variante do vírus – Este é o título de uma chamada no alto da primeira página do jornal hoje. O que esta notícia traz à maior cidade do País de alerta e preocupação neste momento de números ainda altos da pandemia

3 – Vacina, sim; auxílio já – Este é o título de seu artigo publicado desde ontem no Blog do Nêumanne no Portal do Estadão. Por que você adotou esse binômio imunização em massa imediata e urgente socorro estatal aos brasileiros mais pobres como lemas para o presente momento

4 – Bolsonaro critica Facebook e diz que “o certo seria tirar jornais de circulação” – Este é o título de uma chamada de capa do portal do Estadão hoje. Em que mais esta declaração de guerra aos meios de comunicação pela maior autoridade da República o impressiona ou o assusta

5 – Desembargador que humilhou guardas é visto de novo sem máscara  na praia – Este é o título de outra chamada na capa da edição virtual do jornal hoje. O que leva esse infrator a voltar a cometer o mesmo crime contra a saúde pública novamente no mesmo local em que foi pilhado antes

6 – Fachin reage a tuite do general Villas Bôas sobre o STF – Este é o título de mais uma chamada na capa do Portal do Estadão de hoje. O que provocou, a seu ver, a reação do relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal tanto tempo depois do fato ter sido agora confessado pelo ex-comandante do Exército em livro publicado recentemente

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.