Campanha barata poupa eleitor
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Campanha barata poupa eleitor

Custos baixos de campanhas vitoriosas de Bolsonaro e parlamentares eleitos pelo DEM demonstram que vitória em eleições não depende de milhões bancados por propinas de clientes do Estado

José Nêumanne

13 Novembro 2018 | 11h54

Alexandre Frota elegeu-se deputado federal com 155.522 votos, gastando R$ 14.120, R$ 0,09 por voto (menos de uma moeda de R$ 0,10). Foto: Twitter @alefrotabrasil

Além de haver manifestado a vontade da maioria do eleitorado brasileiro, a eleição de Jair Bolsonaro para presidente da República deteve o vertiginoso crescimento dos custos de uma campanha, que tinham chegado a absurdos R$ 800 milhões na anterior. O próprio presidente eleito gastou menos de R$ 2 milhões, 400 vezes menos do que Dilma. E, segundo levantamento do Estadão Dados, seu partido, o PSL, conseguiu o feito de eleger deputado federal Alexandre Frota, que gastou R$ 0,3 por voto. E não é que as redes sociais desmoralizaram completamente a farsa da compra de disparos de WhatsApp, fake news com que o PT tentou anular a própria derrota e desmoralizara a vitória do oponente?

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na terça-feira 13 de novembro de 2018, às 7h30m)

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para o comentário da terça-feira 13 de novembro de 2018

 

1 – Haisem – A que conclusões você chegou depois de tomar conhecimento da notícia das informações prestadas por Google, Facebook e Twitter e usadas pela campanha de Jair Bolsonaro, encaminhadas ao Tribunal Superior Eleitoral e ali glosadas?

 

2 – Carolina – O presidente eleito, Jair Bolsonaro, agiu corretamente ou cometeu um erro ao deixar a eventual votação da reforma da Previdência para o primeiro ano de seu governo, em vez de tentar agora ainda sob a égide do presidente Michel Temer, como ele tinha anunciado antes?

SONORA_BOLSONARO 1311A

 

3 – Haisem – O que você tem a dizer sobre o que foi divulgado até agora sobre a missão que caberá a Joaquim Levy, que foi ministro da Fazenda de Dilma Rousseff, ao assumir a presidência do BNDES no governo Bolsonaro?

 

4 – Carolina – Você acha uma boa ideia manter Ivan Monteiro na Presidência da Petrobrás e Nelson de Souza na Caixa Econômica Federal, do atual governo para o próximo?

 

5 – Haisem – A seu ver, o ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça, teve bons motivos para soltar os suspeitos presos no âmbito da Operação Capitu sobre fraudes no Ministério da Agricultura, entre os quais os ex-executivos da J&F Joesley Batista e Ricardo Saud?

 

6 – Carolina – Você acha que o depoimento de Fernando Bittar, que se apresenta como proprietário do sítio Santa Bárbara, atribuído pelo Ministério Público Federal a Lula, acusado de emprego de propina em troca de benefícios públicos, e ocultação de patrimônio, convenceu a juíza Gabriela Hardt, substituta de Sérgio Moro na 13.ª Vara Federal?

 

7 – Haisem – O presidente nacional do PSDB, ex-governador paulista Geraldo Alckmin, foi convincente ao negar ontem que seu partido não dará uma guinada para a direita no futuro governo de Jair Bolsonaro?

 

8 – Carolina – Qual é a verdadeira importância de Stan Lee, criador de heróis dos quadrinhos, que morreu ontem aos 91 anos de idade, no cenário mundial da cultura?