Câmara aos cacos

Câmara aos cacos

Eleição na Câmara expõe defeitos de nossa democracia representativa

José Nêumanne

13 de julho de 2016 | 09h10

marceloca

PMDB e PT com Marcelo de Castro

Esfarelamento da Câmara na eleição para preencher os meio ano e meio mês que faltam do mandato de Eduardo Cunha na presidência da Câmara revela desatenção do governo, o que é imperdoável em Temer, que já presidiu a Casa e sabe da importância do cargo. E, sobretudo, a completa falta de espírito cívico de nossos legisladores. Não há, entre mais de dez candidatos ao posto, nenhum que tenha tido na disputa do posto o objetivo de ajudar o País a sair do atoleiro da crise em que se encontra: todos se empenham apenas em praticar o fisiologismo de sempre, cada um cuida do seu e a Nação, que representam, que se dane.

(Comentário no Direto da Redação 3 da Rádio Estadão –FM 92,9 –  na terça-feira 11 de julho de 2016, às 18 horas)

Clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.