As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Burrice demais, caráter de menos

Nada de racional e verdadeiro justifica desculpas esfarrapadas do presidente Bolsonaro, do vice Mourão e do ministro do Meio Ambiente, Salles, sobre focos de incêndio na Amazônia e no Pantanal

José Nêumanne

22 de setembro de 2020 | 21h53

Chuva, que general Ramos atribui à presença de Bolsonaro no Mato Grosso do Sul, não foi suficiente para apagar fogo no Pantanal seco e com fauna e flora devoradas por incêndios. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Os radares do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, instituição oficial (pertence ao Ministério de Ciência e Tecnologia) e respeitável constataram que nos 20 dias iniciais deste mês de setembro mais de 5.900 focos de queimadas, um recorde histórico. Enquanto isso na Amazônia, onde em setembro do ano passado foram registrados 19.900 focos de incêndio, em 20 dias este ano já foram contados 30 mil. Mas o presidente da República, Jair Bolsonaro, dá párabens a seus assessores da área ambiental, particularmente o vice-presidente, Hamilton Mourão, e o ministro Ricardo Salles, por seu desempenho administrativo. É de perguntar se é um surto de excesso de burrice ou de falta de caráter. Mas é mais provável que sejam as duas coisas ao mesmo tempo.

Para ouvir comentário clique no link abaixo e, em seguida, no play:

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

Assuntos para comentário na terça-feira 22 de setembro de 2020

– Haisem – Pantanal tem maior número de incêndios em duas décadas – Esta é a manchete da edição impressa do Estadão de hoje. Até que ponto a omissão histórica do Estado brasileiro e o descaso com o meio ambiente do atual governo federal podem ser responsabilizados por esse absurdo

2 – Carolina – O que você tem a dizer sobre o impasse entre médicos peritos e a administração do INSS em relação ao cancelamento de perícias para autorizar auxílios aos mutuários que pagam por elas e não estão sendo atendidos e nem sequer recebidos

3 – Haisem – O que justifica a atitude do senador Flávio Bolsonaro de faltar a uma acareação com seu suplente, Paulo Marinho, no Ministério Público do Rio, alegando que tinha agendado compromisso no Amazonas

SONORA MARINHO 2209 A

4 – Carolina – Onde a famiglia Bolsonaro ganha o pão de cada dia – Este é o título de seu artigo semanal no Blog do Nèumanne no Portal do Estadão. O que este seu texto aborda sobre os funcionários-fantasmas dos gabinetes ded Jair, Flávio e Carlos Bolsonaro

5 – Haisem – No artigo Realidade paralela, publicado hoje no Estadão, Eliane Cantanhêde previu que “Bolsonaro vai ser Bolsonaro hoje na ONU, mas, fora do Brasil, quem acredita no que ele diz?” Que resposta você tem a dar para esta pergunta

6 – Carolina – Mortes por Covid sobem de novo em São Paulo após 5 semanas – diz título de chamada na primeira página do jornal hoje. O que você ainda pode dizer sobre a volta desta sombra trágica sobre os lares paulistanos neste começo de semana

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: