Brasil, mau exemplo para Trump

Subserviência inusitada do Itamaraty à política norte-americana tem sido respondida com críticas cada vez mais duras do presidente a seu colega brasileiro, que espalha fakenes de amizade entre ambos

José Nêumanne

06 de junho de 2020 | 21h49

Trump tem feito críticas cada vez mais duras a Bolsonaro, numa demonstração de que a amizade deste com o presidente americano é uma espécie de delírio narcísico. Foto: Isac N´9obrega/PR

Em entrevista coletiva sobre covid 19, o presidente dos EUA, Donald Trump, citou o Brasil, que imitou a Suécia com grande entusiasmo do negacionista presidente Jair Bolsonaro, como mau exemplo de combate à pandemia. Conforme o ídolo da famiglia Bolsonaro, se seu governo tivesse seguido os mesmos passos dos dois países citados, os EUA teriam perdido “1 milhão, 1 milhão e meio, talvez até 2 milhões ou mais de vidas”. Atualmente, os norte-americanos vivem o epicentro da doença, com 108.120 óbitos. Nada disso, contudo, sensibiliza o capitão cloroquina a ponto de fazê-lo adotar a atitude. certa. A divulgação dos números da tragédia (1.473 num dia) foi retardada para as 22 horas seja por decisão do chefe do Executivo para a notícia não ser dada nos telejornais da noite, seja por covardia do permanente ministro ´provisório da Saúde. general Ediardo Pazzuelo, que desertou em plena batalha e afundou no silêncio, seja por falha técnica, o que denotaria incompetência passível de punição como demissão. Nenhuma das três explicações justifica e seja qual for a correta, o governo Bolsonaro fica muito mal na fita. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.