Bolsonaro usa a Petrobrás como dono

Esquema de propinas no governo do petista Lula quase levou a petroleira estatal à falência e Bolsonaro finge que quer privatizá=la, mas a usa em proveito próprio como se, de fato, a possuísse

José Nêumanne

19 de outubro de 2021 | 18h58

Para Roberto Castello Branco, cabe ao governo, com apoio do Congresso, estruturar um programa para aliviar efeito da alta do gás para os mais pobres, nâo à Petrobrás, que presidiu. Foto: Wilton Júnior/Estadão

Em sua primeira entrevista sobre o período em que esteve à frente da Petrobrás, Roberto Castello Branco disse que sofreu pressões políticas para segurar os preços dos combustíveis e que Bolsonaro defendia os interesses dos caminhoneiros, que o apoiam. Ao decidir, afinal, romper o silêncio sobre o período que passou no comando da empresa, entre janeiro de 2019 e abril de 2021, quando foi demitido por interferência pessoal do presidente da República, o executivo fez uma frase simples e dura, que definiu bem as causas dos problemas de gestão da petroleira: “O presidente diz que é o dono da empresa e quer proceder como tal, desobedecendo regras e regulações”. Se o petista Lula quase a levou à falência chefiando um esquema de propinas, o atual quer mantê-la para atender a seus interesses pessoais, como está ficando claro.

Para ouvir comentário clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para comentário da terça-feira 19 de outubro de 2021

1 – Haisem – Entrevista, Roberto Castello Branco, ex-presidente da Petrobrás – “Bolsonaro se acha dono da Petrobrás e age como tal” – Esta é a manchete da primeira página do Estadão de 19 de outubro de 2021. Em que fatos o ex-presidente da estatal se baseia para fazer declaração tão bombástica

2 – Carolina – Na reta final, CPI da Covid expõe relatos de médicos – Este é o título de uma chamada no alto da primeira página do jornal desta terça-feira. Que contribuição os depoimentos dados na última semana de trabalhos da comissão trazem para o esclarecimento dos fatos sobre o pandemia no Brasil

3 – Haisem – O despudor da “famiglia” Bolsonaro em Dubai – Este é o título do artigo semanal de sua autoria publicado no Blog do Nêumanne no portal do Estadão. O que motivou sua revolta no contraste entre a pose de sheik do filho 03, mulher e filha nos Emirados Árabes e o flagrante dos pobres catando restos de alimentos deteriorados num supermercado em Fortaleza

4 – Carolina – Este é Gordo, o traficante que sonha ser Pablo Escobar – Eis o título de chamada do alto da primeira página do jornal do dia. O que lhe chama a atenção nesta notícia de destaque sobre o novo chefão boliviano do tráfico de entorpecentes, que imita a vida do célebre colombiano que o antecedeu

5 – Haisem – Governo sinaliza com prorrogação do auxílio emergencial – Este é o título de mais uma chamada de primeira página no Estadão que está circulando. O que faz cúpula federal mudar de ideia sobre essa volta em vez da criação do Auxílio Brasil no lugar do Bolsa Família

6 – Carolina – Quais são, a seu ver, as chances de o combate à corrupção, que Bolsonaro prometeu na campanha, mas não cumpre no governo, voltar ao topo do debate político com o recente retorno do ex-ministro da Justiça Sérgio Moro ao noticiário político

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.