Bolsonaro se incrimina até na ONU

No afã de mentir, presidente terminou por confessar crimes contra a humanidade como tratamento precoce de fármacos sem utilidade e sua campanha contra máscara e isolamento social

José Nêumanne

22 de setembro de 2021 | 17h35

No discurso na ONU, Bolsonaro confessou crimes contra a humanidade que serão denunciados ao Tribunal Penal Internacional de Haia pelo relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros. (crédito: POOL / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP)

O presidente Jair Bolsonaro abriu a 76ª Assembleia-Geral da ONU insistindo na retórica de que seu governo é melhor do que o retratado na imprensa e disse, como fez em 2019, que o Brasil esteve “à beira do socialismo”. Nos cerca de 13 minutos de pronunciamento, defendeu o chamado “tratamento precoce” contra a doença — em referência a medicamentos comprovadamente ineficazes contra covid, como hidroxicloroquina e ivermectina — e se colocou contrário a “passaportes de vacinação”. Ou seja, confessou ter cometido crime contra a humanidade. que pode ser denunciado ao Tribunal Penal Internacional, em Haia. Palhaçada deu em sarna pra se coçar. Tema para o relatório de Renan Calheiros, agora adiado por mais uma semana, já que Arthur Lira e Augusto Aras teimam, miseravelmente, em não enxergar o óbvio.

Para ouvir comentário clique no link abaixo e, em seguida, no play:

https://soundcloud.com/jose-neumanne-pinto/neumanne-220921-direto-ao-assunto

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

Assuntos para comentário na quarta-feira 22 de setembro de 2021

1 – Haisem – Bolsonaro exalta na ONU remédio ineficaz – Esta é a primeira parte da manchete de primeira página do Estadão de 22 de setembro de 2021. Qual poderá ser a conseqüência mais nefasta para o presidente da República de seu discurso de abertura da assembléia geral das Nações Unidas em Nova York

2 – Carolina – Que outras revelações feitas na mesma ocasião, a seu ver, poderão ainda incriminar Jair Bolsonaro em eventual denúncia ao Tribunal Internacional de Haia

3 – Haisem – O que mais você destacaria no mesmo pronunciamento

4 – Carolina – Queiroga pega covid – Esta é a segunda parte da manchete de primeira página do jornal desta quarta-feira. Que outros incidentes, além deste, marcaram a movimentada passagem da delegação brasileira que compareceu na ONU em Nova York nos últimos dias

5 – Haisem – Ministro ofende senadora e se torna investigado na CPI – Este é o principal título do noticiário político da página A10. Qual foi o desfecho inesperado do depoimento do controlador-gerao da União  na comissão parlamentar de inquérito da covid no Senado

6 – Carolina – O que você ainda tem a destacar sobre os convivas do jantar oferecido por Naji Nahas a Michel Temer na mansão onde mora no Jardim Paulista, em São Paulo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.