Bolsonaro quer ser o Maduro brasileiro

Favoritos na disputa pelas presidências de Câmara e Senado, Lira e Pacheco asseguram impedir no comando do Congresso que avancem impeachment e CPIs que desagradem ao prtesidente

José Nêumanne

28 de janeiro de 2021 | 19h09

Com apoio de Bolsonaro e do Centrão, Arthur Lira, ao centro, favorito à presidência da Câmara, garante negar impeachment e instalar CPIs incômodas a Bolsonaro Foto: Gabriela Biló/Estadão

Líder do Centrão, o deputado Arthur Lira, favorito à sucessão do presidente da Câmara, condicionou a continuidade da CPI das Fake News à maioria da Casa. Mas, ao abordar a criação de CPIs de uma forma geral, disse não ser hora de “divisão e acotovelamento”. “Em qualquer matéria que tenha maioria, o debate será amplo, será democrático nesta Casa”, afirmou. Mas disse ser contra a CPI da Saúde. “Esse assunto não pode ser motivo de embates políticos para trazermos para a discussão traumas e interrupções”, completou. Bolsonaro, antigo admirador de Hugo Chávez, segue a trilha dele, que chegou à ditadura, mas o venezuelano era muito mais preparado do que ele, só que após sua morte foi substituído por um completo despreparado, Nicolás Maduro, que ora Bolsonaro repete.

Para ouvir comentário clique aqui e, em seguida, no play

Assuntos para quinta-feira 28 de janeiro de 2021

1 – Haisem – Candidatos de Bolsonaro falam em barrar CPIs – Este é o título de chamada no alto da primeira página da edição impressa do Estadão de hoje.  Qual é a maior novidade trazida por esta notícia, em sua opinião

2 – Carolina – Governo avalia corte no imposto do Diesel para atender caminhoneiros – Esta é a manchete de primeira página do jornal de hoje – Que avaliação você faz das conseqüências dessa promessa sobre a atual realidade brasileira

3 – Haisem – Verba para Manaus não acompanha alta da covid – Este é o título de outra chamada na primeira página do Estadão. O que dá para esperar das conseqüências da tragédia do Amazonas para o resto do país após essa constatação

4 – Carolina – Guedes estuda facilitar corte de jornada e salários – Este é mais um título de chamada de primeira página do jornal. Que conseqüências terá a adoção desta hipótese, única providência que parece poder adotar o governo federal para tentar aliviar as conseqüências da recessão econômica anunciada para este começo de ano

5 – Haisem – Bolsonaro xinga a imprensa por divulgar gasto de 15 milhões de reais com leite condensado – Este é o título de uma notícia na editoria política do Portal do Estadão. Dava para esperar reação mais civilizada e democrática de “nosso” presidente da República à digulgação de dados do Portal de Compras do Ministério da Economia nos meios de comunicação

6 – Carolina – Empresa aérea Gol teve de chamar a Polícia Federal para expulsar de um vôo deputado bolsonarista sem máscara. O que provoca e como evitar atitudes antissociais e negacionistas como esta

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.