Bolsonaro pensa que engana o TSE

Em resposta à cobrança do corregedor-geral da Justiça Eleitoral, presidente disse que suas ameaças de atropelar eleições de 2022 não são ataque ao STF, mas uma "luta direta" contra p ministro Luís Barroso

José Nêumanne

04 de agosto de 2021 | 17h56

O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, Luís Felipe Salomão, recebeu resposta cheia de salamaleques de cordialidade de Bolsonaro para tentar ludibriá-lo sobre suas reais intenções. Foto: Dida Sampaio/Estadão

“O que eu falo não é um ataque ao TSE ou ao Supremo Tribunal Federal. É uma luta direta com uma pessoa apenas: ministro Luís Barroso, que se arvora como dono da verdade”, disse Bolsonaro a apoiadores, no Palácio da Alvorada. “Jurei dar minha vida pela Pátria. Não aceitarei intimidações. Vou continuar exercendo meu direito de cidadão, de liberdade de expressão, de crítica, de ouvir e atender, acima de tudo, a vontade popular.” No editorial Da palavra à ação, o Estadão concluiu: “Tem tudo para ser apenas bravata, mas, pelo sim, pelo não, Bolsonaro deve saber que esta República, ao contrário do que ele gostaria, não é uma terra sem lei.” Em resumo, com a parca inteligência de que dispõe, sua insolência terminou caindo na esparrela que ele mesmo montou para si. Inevitável que continue despencando índice abaixo.

Assuntos para o comentário da quarta-feira 4 de agosto de 2021

1 – Bolsonaro desvia conflito com TSE para rixa pessoal – Este é o título de uma chamada no alto da primeira página da edição impressa do Estadão de 4 de agosto de 2021. Que tipo de vantagem o presidente da República espera ter em comprar uma briga com o ministro Luís Roberto Barroso

2 – Na Polícia Federal, deputado acusa Lira – Este é o título de outra chamada no alto da primeira página do jornal desta quarta-feira. Qual foi a acusação feita à autoridade policial do presidente da Câmara dos Deputados pelo colega Luís Miranda no escândalo da compra de vacinas

3 – É Bolsonaro a real fraude nas urnas eletrônicas – Este é o título de seu artigo publicado na página de Opinião do Estadão de hoje. O que o levou a chegar no texto à conclusão expressa no título dele

4 – “Pago quando puder” de Guedes amplia temor dos investidores – Esta é a manchete de primeira página do jornal do dia. Qual foi o efeito de mais essa frase infeliz do ministro da Economia que já foi chamado pelo presidente da República de seu “posto Ypiranga” no assunto da pasta

5 – “Eu tenho culpa”, diz reverendo à CPI da Covid – Este é o título da principal notícia da página A10 do noticiário da Editoria Política do Estadão que está nas bancas. Que comentários você tem a fazer sobre o choroso depoimento do pastor que vendia vacinas que não existiam

6 – Morre, aos 93, crítico José Ramos Tinhorão – Este é o título de mais uma chamada de primeira página do jornal que está circulando. O que você tem a dizer sobre essa infausta notícia da ausência de um colega tão notável

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.